segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Mulher que perdeu 63kg posta vídeo de extrema flacidez para que mulheres aceitem os seus corpos


Uma mulher que perdeu 63 quilos em dois anos decidiu posar mostrando o excesso de pele abdominal para, segundo ela, incentivar as mulheres a aceitarem os seus corpos.
"Não é uma barriga falsa. Pele flácida é algo real que acontece com as pessoas que perdem muito peso", escreveu Amanda Roberts, que passou por cirurgia de redução de estômago, no Instagram.
Muita gente disse não acreditar que as fotos que ela costuma postar não tenham sido manipuladas.

A californiana diz que, em alguns dias, a barriga flácida é a sua parte preferida do corpo. Em outros, um grande desafio.
"Não ligo se a minha barriga causa repugnância às pessoas", disse a americana.
Amanda iniciou no site de financiamento coletivo Crowdfunding um pedido para arrecadar US$ 7.500 para se submeter a cirurgia para retirar o excesso de pele. Até agora, já conseguiu US$ 1.500.

BRASILEIRA PODE SER CONDENADA A MORTE POR TRÁFICO DE DROGAS NAS FILIPINAS

Filipinas: Itamaraty acompanha brasileira presa

Yasmin foi detida em outubro do ano passado por tráfico de drogas


O Ministério das Relações Exteriores informou que está acompanhando o caso da brasileira Yasmin Fernandes Silva, 20 anos, presa em outubro do ano passado, em Manila, capital das Filipinas, por tráfico internacional de drogas. Segundo o Itamaraty, a embaixada brasileira colocou um advogado para dar assistência jurídica a Yasmin.

De acordo com informações da Agência de Combate ao Tráfico do governo filipino, a brasileira foi presa no Aeroporto Internacional de Manila quando tentava entrar no país com aproximadamente seis quilos de cocaína. A droga estava escondida em um travesseiro. As autoridades locais informam que ela saiu de São Paulo e chegou ao país em um voo de Dubai, nos Emirados Árabes.

A prisão da brasileira coincide com a discussão sobre a volta da aplicação da pena morte para condenados por tráfico de drogas, estupro e homicídio nas Filipinas. Embora tenha sido abolida em 2006, a pena de morte é defendida pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, que prometeu cumprir a medida, uma de suas promessas de campanha.  

JOVEM QUE FOI FORÇADA A SE PROSTITUIR POR 4 ANOS, HOJE LUTA PARA LIBERTAR OUTRAS MENINAS

Garota foi aliciada e obrigada a trabalhar como prostituta durante 4 anos. Foram mais de 43 mil estupros.

Karla trabalha hoje numa organização tentando libertar meninas da prostituição forçada

Karla Jacinto tinha apenas 12 anos quando acreditou ter encontrado o amor da sua vida. O homem, 10 anos mais velho, lhe promete o mundo e a trata como uma princesa. Deslumbrada, Karla acredita que finalmente poderá escapar da vida de miséria e violência que leva com seus pais e resolve fugir com o namorado. Mas esta decisão acaba se revelando o pior erro de sua vida.

Este homem - que parece ser o namorado dos sonhos aos olhos de uma garotinha - era na verdade um cafetão. Ele seduz não apenas Karla, mas também muitas outras meninas. Sua estratégia é sempre a mesma: após um curto período de romance, ele avisa que a garota terá que fazer "serviços" para ele na rua. Para obrigar Karla a seguir as novas regras, o homem a espanca, queima sua pele com um ferro e cospe na sua cara. Depois, ele decide levar a menina de 12 anos até sua cidade natal, Tenancingo, no México - uma cidade conhecida pela prostituição. Lá, ele vende Karla. Em profundo estado de choque, ela não consegue acreditar no que aconteceu.


Desde as 10 da manhã até a meia noite, Karla tem que se deitar com ao menos 30 homens a cada dia. E isso de domingo a domingo, durante 4 longos anos. A menina logo percebe que não tem como escapar de seu sofrimento. Na sua cama, ela recebe policiais uniformizados, pastores, políticos. Sabendo que eles participam ativamente do esquema, Karla perde a esperança de tentar pedir ajuda às autoridades da cidade. 

Aos 16 anos, Karla foi finalmente libertada de seu martírio. Seus salvadores foram voluntários de uma organização de combate ao tráfico humano. Depois de solta, Karla fez um cálculo tenebroso: nos 4 anos em que passou 'presa', ela foi obrigada a fazer sexo mais de 43.200 vezes. Um número inimaginável e terrível. Mas esta garota, que neste meio tempo virou uma mulher, não desistiu.


Karla se juntou a seus libertadores. Todos os dias, ela levanta sua voz contra o sistema brutal e poderoso que transforma meninas e mulheres em escravas sexuais. Entretanto, ela sabe que a coragem de se expor coloca sua vida em risco. "Quando eu acordo de manhã, eu nunca sei se vou estar viva naquela noite", diz Karla, hoje com 23 anos. "A morte me espreita a cada esquina porque eu denuncio estes grupos criminosos."

Karla e seus colegas seguem libertando meninas e meninos das garras dos cafetões, cujos negócios estão em plena ascensão. A polícia de Tenancingo, epicentro deste problema, parece fechar os olhos. Eles mesmos estão mergulhados até o pescoço nestes esquemas, assim como os políticos locais. Justamente por isso, Karla recebe frequentes ameaças de morte.


Estimativas apontam que mais de 2 milhões de crianças ao redor do mundo seguem sofrendo o mesmo martírio experimentado por Karla.

Isso precisa acabar. E a melhor maneira de começar esta jornada é fazendo com que todos saibam que este problema existe! Compartilhe a história de Karla com seus amigos e familiares. Vamos juntos levantar a voz contra estes crimes absurdos!


sábado, 14 de janeiro de 2017

KIZOMBA, UMA DANÇA SUPER SENSUAL


Uma dança super alegre e super sensual. Curta o video abaixo:



BELEZA MADURA: SPORTY SPICE ARRASA AOS 42 ANOS



Lembra da Sporty Spice? Ela está de volta - e num ensaio caprichado para a mais recente edição da "Love Magazine", onde mostra toda sua boa forma aos 42 anos



Melanie C, que faz sucesso nas redes sociais com sua rotina de treinos, mostrou por que tinha o apelido de "esportista"

Professora que foi traída faz ensaio fotográfico para comemorar separação


Uma professora capixaba que foi traída apenas dois meses após o casamento resolveu celebrar o seu divórcio com um ensaio fotográfico. Josi Manhães, de 36 anos, usou uma rede social para divulgar as fotos em que aparece com o vestido de noiva depredado e escreveu um desabafo. Internautas, claro, a parabenizaram pela ação.


O cenário do ensaio da professora, que conhecia o ex-marido há onze anos, foi a Praia dos Padres, em Guarapari, no Espírito Santo.
"Carta para o amor que acabou! Obrigada por ter sido apenas por dois meses meu engano. Obrigada por não usufruir mais do meu sorriso, do meu corpo, da minha companhia, da minha alma, de tudo que com total sinceridade te entreguei. Obrigada por ter me feito acreditar em contos de fadas pelo menos ‘uma vez’ na vida. Obrigada por tirar de mim qualquer ilusão que me fizesse crer em um homem, um amigo, um parceiro, um cristão. Obrigada por não permanecer! Obrigada por me deixar mais forte, sem ilusões. Mesmo que eu diga que vou ti esquecer, é mentira! Porque a mulher que me tornei é resultado da sua traição, e mesmo que por um segundo eu quiser acreditar de novo... vou lembrar sempre do que você, meu melhor amigo, parceiro, cristão, foi capaz de fazer comigo!”, escreveu a capixaba em seu desabafo na rede social.


“Carta para o amor que acabou...” Obrigada! Obrigada por ter sido apenas por 2 meses meu engano; Obrigada por não usufruir mais do meu sorriso, do meu corpo, da minha companhia, da minha alma, de tudo que com total sinceridade te entreguei; Obrigada por ter me feito acreditar em contos de fadas pelo menos “uma vez” na vida; Obrigada por tirar de mim qualquer ilusão que me fizesse crer em um homem, um amigo, um parceiro, um cristão; Obrigada por não permanecer! Obrigada por me deixar mais forte, sem ilusões; Mesmo que eu diga que vou ti esquecer, é mentira !!!! PORQUE A MULHER QUE ME TORNEI É RESULTADO DA SUA TRAIÇÃO, e mesmo que por um segundo eu quiser acreditar de novo ...vou lembrar sempre do que você, meu melhor amigo, parceiro, cristão, foi capaz de fazer comigo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! FOTOS: Filipe Aragao PRODUÇÃO: João Marcos Soares APOIO: Carlos Eduardo e Bar Taberna Rock Tattoo ARTE DO VESTIDO: Vinicius Bianchi

Em outra publicação, ela explicou a situação: "Sim, estou DIVORCIADA!!!! Casei com um cara que conhecia ha 11 anos, era meu melhor amigo, meu companheiro...casei rápido( como muitos disseram) por um questão religiosa DELE! ( Evangelico tocador de púlpito!) 


Estabelecemos um relacionamento a distância, totalmente baseado na confiança mútua que tínhamos. Mesmo com um casamento perfeito, um relacionamento perfeito...ele me TRAIU com 2 meses de casamento. RESUMO: Ele foi rápido em me trair e eu rápida em me divorciar", escreveu.






MISS É AGREDIDA POR EX-NAMORADO

Finalista do Miss Itália pode ficar cega após ataque

Géssica Notaro foi agredida pelo ex-namorado e teve queimaduras graves


Gessica Notaro, de 28 anos, tornou-se mais um símbolo da luta contra a violência de gênero na Itália, crime que matou mais de 50 mulheres no país ao longo de 2016, desde crianças a idosas.

Na última terça-feira (10), Notaro foi internada em estado gravíssimo em um hospital de Cesena, no leste da península, após ter sofrido um ataque com ácido de seu ex-namorado, um cidadão de Cabo Verde, na África, chamado Jorge Edson Tavares, de 29 anos.

A vítima teve queimaduras profundas no rosto, principalmente na região dos olhos, e corre o risco de perder a vista. Notaro é natural de Rimini, na Emilia-Romana, e foi eleita miss dessa região em 2007, mesmo ano em que foi finalista do Miss Itália.

Depois dos concursos, ela passou a trabalhar como adestradora de leões-marinhos em um aquário de Rimini e chegou a ter experiências televisivas na emissora pública Rai e na rede privada Mediaset, de propriedade do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Aos investigadores, Notaro acusou o ex-namorado de ter jogado ácido em seu rosto na porta de sua casa, embora o cabo-verdiano jure inocência. Segundo Tavares, no momento do crime ele estava com outra mulher na cidade vizinha de Cattolica. Enquanto isso, o suspeito cumpre prisão preventiva em uma penitenciária da região.

Em agosto passado, ele foi denunciado por maus-tratos e proibido de chegar a menos de 50 metros da suposta vítima. Além disso, foi acusado de ter ameaçado conterrâneos que vivem na Itália. Segundo o último boletim médico do hospital Bufalini, em Cesena, o estado de saúde de Gessica teve uma leve melhora, mas ela ainda corre o risco de ficar cega.

O caso Notaro remete ao episódio envolvendo Lucia Annibali, mulher que teve o rosto desfigurado por um ataque com ácido ordenado por seu ex-namorado Luca Varani, condenado a 20 anos de prisão em maio passado.

A agressão ocorreu em abril de 2013, na cidade de Pesaro, também no leste da Itália, e foi executada por dois cidadãos albaneses que tinham sido contratados por Varani. Annibali havia terminado meses antes sua relação com o companheiro, após ter descoberto que ele tinha um caso e esperava um filho de outra.

Soldado da PM mata ex-namorada a tiros por 'não aceitar fim de relacionamento'

Crime ocorreu na noite de quarta (11), em Itaquera. Jovem foi vítima de agressão e rompeu namoro.


Um soldado da Polícia Militar matou a ex-namorada a tiros em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, na noite de quarta-feira (11/01), informou a Polícia Militar. Ele não aceitava o término do relacionamento, segundo uma amiga comentou nas redes sociais na quinta-feira (12).

As informações iniciais são de que o casal namorou por cerca de um ano e meio. Após ter sido agredida pelo namorado, antes do Natal, Janaina Mitiko, de 32 anos, terminou o relacionamento.
Janaina passou a receber ameaças do homem, que a esperou na porta de casa por volta das 22 horas desta quarta, em Itaquera. Após agredi-la, o criminoso efetuou disparos e fugiu.

Uma amiga de Janaina lamentou o caso nas redes sociais. "Uma das partes não aceita o término e comete o crime. (...) É o fim de duas vidas: de um lado, uma moça linda fazendo faculdade de Pedagogia e uma mãe que gostaria de ver a filha formada, e do outro um homem se achando maior que Deus e ao mesmo tempo legal, com uma carreira destruída", disse.

O criminoso acabou se apresentando na 1ª Cia do 39º BPM e foi autuado em flagrante por homicídio no 24º DP. Às 9h30 da quinta (12/11), o homem estava no presídio Romão Gomes, e o local do crime estava preservado para a realização da perícia.

Confira o video da execução (cenas fortes):



sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Claudia Leitte lança clipe de sua música do verão. Assista o clipe!

Canção Taquitá agora está disponível em todas as plataformas digitais



A cantora Claudia Leitte lançou na noite dessa quinta-feira, dia 12, o videoclipe de sua nova música de trabalho, Taquitá, que promete fazer sucesso neste verão. O clipe já havia sido liberado anteriormente, mas apenas na plataforma Tidal. 


Agora os fãs podem ouvir a música, fazer download e assistir ao vídeo em qualquer plataforma de streaming. Em comemoração, os fãs da cantora de axé subiram a hashtag #ClaudiaTaquitá entre os assuntos mais comentados do Twitter. 


"O clipe está muito lindo. Assistam", garantiu Claudia Leitte aos seus seguidores no Instagram. "Melhor música que você respeita. Música massa arretada. O hit do verão", escreveu ainda na legenda de algumas fotos e vídeos que compartilhou para divulgar Taquitá em suas redes sociais. 


JOVENS MODELOS BEM SUCEDIDAS, TROCAM A VIDA DE GLAMOUR POR CRIMES

GATA E MOIDELO, É PRESA POR PARTICIPAÇÃO EM ROUBOS DE CARROS NO PARANÁ

Musa do crime: modelo é presa por esquema de lavagem de dinheiroA Operação Miquéias, da Polícia Federal, desarticulou um esquema de lavagem de dinheiro
e prendeu 20 pessoas na semana passada.
O crime movimentou cerca de 300 milhões de reais num período de um ano e meio
e entre os envolvidos, estaria a modelo Luciane Hoepers, ex-musa do Avaí F.C, que foi presa
 

Stephanie Ramirez é linda, tem um corpo escultural e adora fazer selfies, exibindo sua beleza e boa forma. Gosta de roupas de grife e jóias e frequenta lugares caros. Mas a vida de glamour para por aí. Ela, foi presa por integrar uma quadrilha no Paraná que realizou dezenas de roubos a carros.

Várias outras modelos, inclusive uma jovem e bem sucedida dentista (veja matéria abaixo), também do Paraná, trocaram a vida de glamour, pela vida bandida e hoje, estão presas pela polícia federal e passarão alguns anos de suas jovens e possíveis bem sucedidas vidas, na cadeia.

Veja reportagem da BAND (Brasil Urgente), acessando:
http://noticias.band.uol.com.br/brasilurgente/videos/ultimos-videos/16113774/criminosa-que-roubava-carros-e-presa-em-rodovia.html

Dentista presa era simpática e elegante, afirmam vizinhos e colegas
Marina Stresser foi presa em Curitiba, suspeita de traficar armas e drogas.
Colegas, pacientes e vizinhos dela se disseram surpresos com prisão.


Colegas, pacientes, vizinhos e pessoas que conviviam com a dentista Marina Stresser, presa por suspeita de tráfico de drogas e armas em Curitiba, afirmaram que a jovem não aparentava ter ligações com o crime organizado. Segundo eles, a dentista formada em uma universidade particular da capital paranaense, com consultório no bairro Novo Mundo, era simpática, andava em trajes elegantes e gostava de participar de festas.
A prisão ocorreu na garagem do consultório de Marina na terça-feira (11), quando ela e um homem de 25 anos, que também foi preso, iriam entregar uma espingarda semiautomática calibre 12 e uma pistola 9 milímetros municiada para uma mulher. Depois, no consultório, a polícia encontrou 30 balas de fuzil. Já em outras duas casas da dentista, foram apreendidos uma submetralhadora 9 milímetros, uma garrucha calibre 22 e munição de vários calibres, além de 1, 3 quilo de crack, 15,5 quilos de maconha e duas balanças de precisão.

De acordo com um ex-colega de universidade, que preferiu não ser identificado, a jovem tinha presença constante em festas do curso de odontologia. Apesar de ter presenciado Stresser na companhia de pessoas suspeitas de vender drogas nas festas, o ex-colega garante que jamais desconfiou que ela pudesse estar envolvida com tráfico. “Ela sempre andava com uns caras que ninguém sabia a procedência, de aparência suspeita. Mas até onde eu soube, ela nunca traficou”, conta.
Na tarde desta quinta-feira (13), uma mulher que disse ser amiga da família da dentista estava no consultório onde Stresser foi presa. Ela disse que a prisão foi uma surpresa para todos, e que estava no consultório “para amenizar a situação” – dispensando a reportagem logo em seguida.


No entorno do consultório, o G1 conversou com o dono de um restaurante onde Stresser almoçava ocasionalmente, Rolf Hubbe. “Bonita e elegante, ninguém desconfiava e todo mundo se assustou. Fora do previsível. Aparentemente, ela não tinha necessidade de fazer isso”, relatou o comerciante. O sentimento de surpresa foi compartilhado por outra vizinha do consultório, que também não se identificou. “Fiquei surpresa com o barulho, mas só fui saber o que aconteceu depois. Nunca desconfiei de nada”, afirmou.

A reportagem ainda conversou com uma parente de paciente que chegou ao consultório para saber como seria a continuidade do tratamento dental que era feito por Stresser. Segundo ela, pelo menos outros dois dentistas atendiam no mesmo consultório. "Foi um escândalo, ela é uma pessoa maravilhosa, querida, super simpática. Ela sempre dava um jeito de atender, mesmo quando não tinha mais horário", lembrou.

Vanessa Alcântara foi presa por agredir escrivã que fazia ocorrência sobre
entorpecentes encontrados com a modelo. Ela também pode ser cúmplice
do ex-marido em esquema de lavagem de milhões na prefeitura de São Paulo